segunda-feira, 9 de novembro de 2015

COMO NASCE UMA HERESIA - I

Meus irmãos. Depois de sete dias em jejum e oração, tive uma visão. Jesus, montado no jumentinho, entrava em Jerusalém e, ao passar por mim, disse: - Filhinho, assim como este jumentinho está me carregando, ele carregará seus problemas para bem longe. Diga a meu povo que uma vez por ano, durante uma campanha de sete sábados, todos orem com uma réplica deste jumento nas mãos. Os que fizerem esse sacrifício com fé, serão prósperos. 

Por isso, iniciaremos na próxima semana a campanha do jumento. Nossos pastores estarão no templo, montados em seus asnos, para recebê-los. Vocês terão oportunidade de tocar e montar no jumentinho de Jesus. Mandamos fazer dez mil réplicas desse santo animalzinho. Todo o estoque está ungido. Por uma bagatela de cinqüenta a quinhentos reais, dependendo da opção, vocês poderão adquirir um exemplar. Temos modelos pequenos para serem pendurados no pescoço, e maiores, para serem montados na Igreja, na hora da bênção. Adquiram já o seu. No momento da montaria poderão até tocar a “trombeta para derrubar muralhas”.

Conforme descrição dos jumentólogos, esse animal possui uma cruz no seu dorso, indicativa de que carregará sua pobreza para bem longe. O jumento será o seu “bode emissário”. Leiam: “E Arão porá ambas as suas mãos sobre a cabeça do bode vivo, e sobre ele confessará todas as iniqüidades dos filhos de Israel, e todas as suas transgressões, e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode, e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem designado. E assim aquele bode levará sobre si todas as iniqüidades deles à terra solitária; e deixará o bode no deserto” (Lv 16.8,21,22). Portanto, a minha visão tem apoio bíblico. Mas é preciso uma palavra de poder. Montem seus jumentos e, ao terminar a oração dos pastores, determinem: Jumentinho de Jesus, eu te ordeno: leve a minha pobreza para longe. Ao fim dos sete sábados, todos os que adquiriram a imagem do eqüídeo receberão uma oração especial. 

Assim nascem as heresias. As ovelhas apenas ouvem e obedecem. Tomara que
essa visão ilustrativa não seja levada a sério e passe da ficção à realidade.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

COMO NASCE AS HERESIAS




Venho através desta Série demonstrar preocupação diante das extravagâncias que estão surgindo nos púlpitos brasileiros. A cada dia que passa surgem novas práticas anti e extrabíblicas. Não uso, como alguns, o eufemismo de classificar esses descaminhos de “modismos”. Coloco-os no rol das heresias.

As críticas que antes corriam apenas à boca pequena, agora tomam corpo e são
divulgadas em sites de expressão. A Igreja Evangélica já não pode calar diante de tamanha irracionalidade. Não desejamos ser julgados pelo pecado de omissão. O povo brasileiro precisa saber que tais tolices, como a seguir exemplificamos, estão à margem do evangelho que nos foi ensinado por Jesus. Na verdade, se trata de um outro evangelho.

Em detrimento da Palavra, multiplicam-se os púlpitos festivos. Encenações inusitadas, objetos ungidos e mágicos, entrevistas com demônios, amuletos, “mercadorias” diversas, tudo é válido no desvario em que se envolvem pregadores e ouvintes.

A impressão que se tem é que o evangelho, da forma que foi anunciado pelos apóstolos nos primeiros tempos, já não serve para os dias atuais. Falar de
pecado, arrependimento, perdão e santidade se tornou antiquado, obsoleto, repreensível. É preciso entreter os ouvintes, apresentar uma nova atração a cada semana, tudo semelhante ao que vemos na sociedade consumista. Mas o que é preciso mesmo, e com urgência, é botarmos a boca no trombone e denunciar o que estão fazendo com o evangelho.

Ovelhas há que já perderam a noção do que é ser cristão. Não sabem sequer por que Jesus morreu. Têm o dízimo como meio de obter bênçãos espirituais e materiais. Não conhecem o evangelho da renúncia, da resignação, do sofrimento, do carregar a cruz, do contentar-se com o pouco. 

Certa vez conversando com um jovem, ele disse: “Se sirvo a Jesus, quero ser rico, ter uma boa casa e carro importado”. Os anos se passaram e nada disso aconteceu. Ele e seus pais pararam de ofertar e estão com a fé em declínio. É o que está acontecendo: gazofilácios cheios, pessoas vazias. O pai desse jovem me revelou que entrou nessa porque acreditou nas entrevistas que falam de riqueza fácil. Agora ele percebe que os que estão mais pobres não são convidados a falar de sua pobreza.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Ganhar dinheiro divulgando noticias nas Redes Sociais ou seu blog

Ganhar dinheiro



O Grana Social é um sistema inovador que veio para revolucionar o mercado. Ele permite que você ganhe dinheiro utilizando suas redes sociais, seja ela Twitter, Facebook e/ou qualquer outra.

Para isso, você precisa criar sua conta no site e publicar notícias que podem conter textos, imagens e vídeos. Todas notícias possuirão Links que para monetizar (ganhar dinheiro) você precisa publicá-los em seus perfis, páginas, grupos e/ou outros lugares em suas redes sociais.

Os ganhos são relativamente de acordo com suas publicações, quanto mais publicar, mais você pode ganhar!

O GranaSocial paga R$ 4,00 por cada 1.000 cliques em seu link. Quanto maior sua fonte de divulgação e determinação, maior será seu rendimento.

Saque mínimo de apenas R$ 30,00 e sem limite de saques!

 Atualização dos ganhos em tempo real. Saiba quanto você está gerando em sua conta a todo momento, mantendo-se atualizado enquanto divulga as notícias! Sem delay's!

 Possuímos um poderoso editor de notícias. Fornecemos um excelente editor de texto, no qual você pode inserir imagens e vídeos (YouTube) para criar sua própria notícia. No Grana Social você é um redator completo!
Estatísticas de cliques individuais, por data, entre outras - Você pode ver quanto você ganhou em uma notícia individualmente ou por data! Tudo isso para você estudar o conteúdo que gera melhores ganhos para você!

 Fácil manuseio. Proporcionamos uma interface simples que garante fácil utilização para todos nossos usuários, sem complicações!
 Sem custos para uso - Você não paga nada para usar! Muito pelo contrário! Nós te pagamos de acordo com o número de cliques recebidos em cada notícia que você criar!



quinta-feira, 16 de julho de 2015

Após casamento gay, cobrança de impostos de igrejas é ameaça real


A intenção dos ativistas gays de obrigar as igrejas a realizarem casamentos entre pessoas do mesmo sexo através da retirada da isenção fiscal das denominações que se recusarem a celebrar tais uniões pode terminar sendo levada adiante.

A opinião pessimista partiu do colunista Damon Linker, da revista The Week, em sua coluna semanal: “Depois da decisão da Suprema Corte que declarou o casamento entre pessoas do mesmo sexo como um direito constitucional, isso está combinado com leis que proíbem a discriminação contra os homossexuais – que já existem em bem mais de uma dúzia de estados e em breve estarão a nível federal – a ideia de eliminar as isenções fiscais religiosas poderia ser poderoso”, ele escreve.

Assim como no Brasil, as igrejas nos Estados Unidos são isentas de impostos pois são tratadas como entidades sem fins lucrativos. Por lá, quem doa aos trabalhos sociais promovidos pelas igrejas pode deduzir o valor de parte de seus rendimentos tributáveis no Imposto de Renda.

“As igrejas foram dispensadas [da cobrança de impostos] ​​porque se presume que vão desempenhar um papel social vital importância – um papel essencial para seu autogoverno – de incutir a virtude moral em cidadãos”, diz Linker, que argumenta que agora as pessoas devem se manifestar se opondo às propostas de ativistas gays que querem o fim da isenção fiscal, pois ela é essencial para que as igrejas continuem funcionando.

“A remoção destas isenções seria um fardo extremamente pesado para muitos, e um fardo catastrófico para alguns”, diz ele.

Segundo informações do Christian Headlines, as igrejas têm tido isenção fiscal nos Estados Unidos desde a independência da nação. Já o Imposto de Renda foi criado em 1913, mas nunca foi cobrado das igrejas.

“A eliminação de isenções fiscais para as igrejas deve ser combatida por todos os americanos, de forma igual por liberais e conservadores”, conclui Linker.

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Presbítero morre no púlpito durante culto

Presbítero morre no púlpito durante culto

O cantor Ozias Henrique faleceu durante um culto na igreja Assembleia de Deus do bairro Ulisses Guimarães, Zona Leste de Porto Velho (RO).

O cantor participava do culto de lançamento do 3° CD da dupla Gilberto e Gilmar e foi o responsável por fazer a apresentação da dupla. Segundo o site RondoCristão, em determinado momento Ozias Henrique caiu no chão.

Um vídeo gravado durante o culto mostra o exato momento em que o cantor desfalece, ele não havia concluído a apresentação da dupla, mas para brevemente de falar, dá um passo pra trás e cai já sem vida enquanto os fiéis e os pastores se desesperam para socorrê-lo.


VEJA O VÍDEO DO MOMENTO DA MORTE



Henrique tinha 43 anos, era presbítero no setor 24, casado, pai de três filhos. No vídeo é possível ouvir alguém gritando “papai”. Ele foi levado ao Pronto Socorro do bairro José Adelino, mas não respondeu aos procedimentos médicos de reanimação.

Ao que parece, Ozias Henrique sofria de diabetes e recentemente descobriu um problema no coração. Apesar das enfermidades, ele seguia realizando a Obra de Deus e se preparava para lançar um segundo CD.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Pastor que usa dízimos para construir casas para membros diz que “igrejas devem ficar atentas às necessidades do povo”

A Igreja Assembleia de Deus Ministério Lagoinha em Araruama (RJ) ficou nacionalmente conhecida pelo exemplo dado ao aplicar seus dízimos e ofertas na construção de casas populares para membros que não têm onde morar. E o princípio adotado pela congregação continua valendo.

O pastor Fábio Mendonça, que trabalha como sargento da Polícia Militar, usa os finais de semana para construir as casas, com ajuda de três pedreiros voluntários.

Esse trabalho só é possível graças à ousadia de Mendonça, que usou um terreno de propriedade da igreja para criar uma espécie de condomínio para os fiéis mais necessitados.

De acordo com informações do Meio Norte, uma das beneficiárias do projeto, Andréa Silva Rocha, disse que a assistência oferecida pela igreja chegou no momento exato: “Fui amparada na hora que mais precisei, hoje tenho a segurança de um lar”.

Mendonça conta que recebeu críticas por sua iniciativa, mas que não se abalou e seguiu firme no propósito: “Alguns pastores me perguntaram se eu não estava ‘arrumando’ muito trabalho. Se Deus pensasse no trabalho que o ser humano dá a Ele em relação à desobediência a seus princípios, não teria feito o mundo. Tudo que fazemos na vida pode nos gerar problemas, você não compra um carro, por exemplo, pensando que o pneu pode furar um dia, mas no benefício que você vai ter com o veículo”, comentou o pastor, que desde 2013 é notícia em todo o Brasil como exemplo de iniciativa social.

“As igrejas devem ficar mais atentas à necessidade do povo. Sejam elas materiais ou espirituais. Há igrejas em que a maioria dos membros não possui necessidades financeiras, mas sempre há os que precisam de ajuda espiritual e aqueles que precisam de ajuda material”, comentou o pastor.


ASSISTA AO VIDEO DA CONTRUÇÃO DE UMAS DAS CASAS


quarta-feira, 8 de julho de 2015

CRESCENDO NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO

II Pedro 3:18 – Antes crescei na graça e conhecimento 
de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. 
A ele seja dada a glória, 
assim agora, como no dia da eternidade. Amém.

Os que querem crescer na graça precisam ter sede de saber. 


Em vez de dar atenção às heresias dos escarnecedores, os crentes são desafiados a se apegarem ainda mais à palavra. Quanto mais os crentes se alimentarem da palavra, mais crescerão na graça e no conhecimento de Jesus Cristo. 

Quanto mais conhecermos a Cristo, mais cresceremos na graça. O conhecimento de Cristo é a raiz, a graça é o fruto.  É por esse motivo que Pedro orienta a igreja para que busque o equilíbrio entre o conhecimento e a graça. A raiz simboliza segurança, profundidade, assim acontece com a palavra de Deus, quanto mais se aplicar a estudar e meditar, mais segurança e maturidade se adquire. 

O grande problema ainda hoje é uma busca incansável pelo sobrenatural “empirismo” (Doutrina filosófica que afirma ser o conhecimento resultado da experiência, restringindo-se ao que pode ser apreendido através dos sentidos ou da introspecção, opondo-se ao racionalismo e à metafísica). 

Quando tais experiências são colocadas acima das escrituras gera um problema enorme no tocante ao relacionamento com Deus. A bíblia é a revelação de Deus para o ser humano, por tanto é a ÚNICA forma de conhecê-lo. Não existe outro meio para se obter um conhecimento legitimo do ser de Deus. 

A falta do conhecimento bíblico gera crentes fracos e sem profundidade no que diz respeito a conhecer a Deus. Não estou dizendo com isso que a oração não é um meio de relacionamento com Deus, mas que para a oração ser eficaz é preciso conhecer a Deus através da sua palavra. 

A oração é a respiração da vida espiritual, uma necessidade básica do verdadeiro cristão que deseja ter comunhão com Deus. Os pais da igreja, apóstolos e reformadores escreveram sobre a importância de conhecer a Deus através da sua palavra e consequência desse conhecimento é uma vida de rendição através da oração.

                O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento;  Os 4:6


A falta de conhecimento não é sobre as falsas doutrinas, religiões, mitologias, é sobre o próprio Deus. Especialistas dizem que: para se conhecer uma nota falsa não é preciso ficar examinando a falsa, pois você pode errar e confundir a falsa com uma nota legitima. Para detectar uma nota falsa é preciso ter conhecimento da nota verdadeira. Era isso que Deus estava ensinando para o povo de Israel; eles precisavam conhecer a Deus para não se deixarem levar pelos falsos deuses e seus ensinos errôneos. Nunca tivemos tantos livros e versões da bíblia como nos dias atuais como também nunca tivemos uma escassez de conhecimento bíblico.

Fruto dá a ideia de algo externo, produto de uma ação interna. Na visão de Pedro o fruto era a graça e a ação interna era produzida pela palavra de Deus. O Senhor não requer uma Fé cega, mas uma Fé com base firmada em sua palavra. Crer é conhecer a Deus e reconhecer que Ele é soberano. A palavra de Deus produz uma mudança de mente transformando o intelecto humano pecaminoso em uma fonte onde a graça de Deus é manifestada para sua glória. Para finalizar não é suficiente ter uma doutrina correta. Vida e doutrina não podem ser separadas. Nossa vida pode mostrar ou ocultar a beleza da verdade de Deus para os outros. Não se avalie pelo que você sabe. Avalie a si mesmo pela prática daquilo que você sabe. O conhecimento da palavra de Deus vai gerar o fruto da graça e a prática deve ser consequência de uma ortodoxia humilde.

terça-feira, 7 de julho de 2015

TRANSSEXUAL LEVA LAMBADA DA JUSTIÇA

Ela pede identificação de pessoas 
e quer que políticos e artistas paguem R$ 800 mil de indenização.
Mas contra o senador Magno Malta ela já perdeu

Criticada após ser “crucificada” durante a 19ª Parada Gay, a atriz e transexual Viviany Beleboni entrou na Justiça de São Paulo com processo contra o Facebook para obrigar a rede social a identificar usuários que, após o desfile, publicaram montagens de fotos dela em meio a imagens de sexo explícito. Ela também abriu sete processos em que reivindica indenização por danos morais no valor total de R$ 800 mil. Porém, já perdeu um contra o senador Magno Malta (PR-ES).


‘Lambada’ da justiça

Na ação contra Malta, o juiz Marcos Roberto de Souza Bernicchi indeferiu o pedido antecipando a decisão. “Claramente o objetivo da pessoa que se dispõe a se postar em uma cruz em uma manifestação popular é de chamar a atenção por meio [de] atitude controversa e chocante. E o objetivo da artista foi alcançado, já que o choque gerou a controvérsia. Não poderia a autora esperar reação outra que não fosse a intolerância de quem assumiu o risco de ofender”, disse o juiz, no despacho.


veja o vídeo da indignação


“As manifestações do réu, que constam da petição inicial, não foram exacerbadas contra a autora, já que não atingiram sua pessoa e sim o ato por ela praticado. O conteúdo das críticas manifestadas pelo réu tem cunho político e social, que são inerentes ao cargos que exerce, e, repita-se, em nenhum momento voltou-se contra a pessoa da autora. Indefiro, pois, a tutela requerida”, afirmou.

O senador Magno Malta afirmou, por meio de sua assessoria, que recebeu com naturalidade a informação sobre a ação judicial por entender que é direito de Beleboni entrar na Justiça, assim como também é direito dele, senador, falar.

O senador acrescentou que não retira nenhum ponto do que falou e que entrou com uma queixa-crime na Procuradoria Geral da República contra a transexual por crime de vilipêndio, escárnio e intolerância religiosa.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

NASCEU O ANTICRISTO - AFIRMA COMUNIDADE SATÂNICA - LUCIFER UTAH


Um bebê chamado Lúcifer Utah está sendo aclamado como o novo “Anticristo” pelos membros da igreja de satanás. O líder mundial da comunidade satânica Adans Daniels, reuniu líderes de todo mundo da comunidade satânica para anunciar a chegada daquele que vai preparar o caminho do anti-Cristo. Em Bruxelas cerca de 300 líderes satânicos do mundo todo  ovacionaram a chegada do seu ” messias “. Palavras de Adans Daniels:


“Esperávamos por ele há anos. Nas reuniões secretas Gran Satã disse que há indícios espirituais que os cristãos vão partir em breve e que esse menino será a ferramenta usada por ele para preparar a entrada do Anti-Cristo na terra, portanto, ele ainda não é o anti-cristo, mas vai realizar milagres extraordinários na terra para provar que ele vem pra  governar e fazer o bem. Satã disse que Utah vai pregar a salvação para os que ficarem e muitos vão reconhecer o seu poder, até os cristãos que ficarem. O dia que a terra estará sob o comando satânico do bem está chegando. Utah é o aviso que a nossa redenção se aproxima e os anais da história vão registrar esse acontecimento“.

O bebê que nasceu dia 15 de Abril no Hospital Universitário de Salt Lake tem provindos de controvérsia entre autoridades Mórmons e as comunidades cristãs depois que panfleteiros foram encontrados em torno do centro da cidade, alegando “o nascimento do Anticristo” e convidando não-membros e membros da Igreja de Satã, para comemorar esse nascimento”sagrado”.


NASCEU O ANTICRISTO - AFIRMA COMUNIDADE SATÂNICA - LUCIFER UTAH



Médicos que fizeram o parto disseram que o rosto do bebe brilhava a ponto das enfermeiras ficarem assustadas com o parto.  Brincando um dos médicos disse: “Esse garoto será famoso” O líder cristão americano disse que essas coisas não procede na bíblia, mas é assustador como a comunidade satânica está tratando o caso e os cristãos precisam ficar atentos aos sinais desse suposto menino.

O menino recém-nascido, chama-se Gabriel Lúcifer Whitcome Utah, e acreditam-se ser uma “encarnação do Anticristo” por seus pais, ambos membros da Igreja local Salt Lake City of Satan. Os pais ficaram chocados com a reação dos não-membros da Igreja de Satã. “Tudo que queríamos era compartilhar a boa notícia aos colegas membros da comunidade”admite o pai de 34 anos, presidente da secção local da Igreja de Satã.

“Em nosso sistema de crença, este é um momento de celebração. Nasce o nosso Messias. Tudo que queríamos era compartilhar a boa notícia, embora entendemos que o nascimento do Anticristo poderia ser interpretado como uma coisa ruim se você é da fé cristã” disse ele a repórteres locais.

O bebê nascido em “condições astrológicas auspiciosas” de acordo com os pais o faria a encarnação de Satanás . O Especialista jurídico local John Burroughs, admite que o nome é “incomum”, mas não é ilegal. “Enquanto os pais cuida bem da criança, há nenhuma razão para serviços de proteção a criança (CPS) estar envolvido” afirma o perito.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

COMO IDENTIFICAR UMA SEITA


Não poderíamos identificar um movimento heterodoxo se não conhecêssemos seus estigmas. É de suma importância o princípio pelo qual nós confrontamo-las com a palavra de Deus. Somente assim, nós podemos identifica-las por suas marcas. Uma seita se revela como tal por apresentar certas características em relação às verdades bíblicas. Eis alguns sintomas que caracterizam o quadro doentio das seitas.

Autoridade extra bíblica.

Geralmente as seitas apresentam uma nova autoridade doutrinal superior ou paralela à Bíblia sagrada para sua fé e prática. Esta autoridade pode apresentar-se em forma de livros ou revelações ou até mesmo na pessoa do líder da seita.

Verdades que vão além da Palavra de Deus.

Há necessidade entre esses grupos de irem além do que está escrito nas sagradas escrituras, buscando novas revelações. Essas "novas verdades" no entanto, acabam-se por se chocar frontalmente com a palavra escrita de Deus e às vezes com suas próprias revelações. Casos típicos são os do profeta do mormonismo Joseph Smith, Sun Myung Moon, Charles T. Russel e outros. Para eles o evangelho precisa ser completado com suas revelações místicas  que somente eles possuem e mais ninguém.

Interpretações Particulares da Bíblia.

Há muitos grupos que não reivindicam novas verdades, mas interpretam as verdades bíblicas ao seu bel prazer. Para esses, a Bíblia lhes pertencem e ninguém pode entende-la fora do padrão estabelecido pela seita. Muitos dessa categoria apóia-se em algumas passagens da Bíblia apenas por conveniência pois é mais fácil enganar um indivíduo que já está familiarizado ainda que nominalmente com este livro.  É o caso do Espiritismo e da igreja Católica Romana.

Rejeição ao Cristianismo Ortodoxo ou as Igrejas Estabelecidas.

Esses grupos nutrem verdadeiro ódio contra as igrejas estabelecidas que pregam o conceito histórico-ortodoxo de crença. O argumento quase unânime entre elas é que as igrejas se afastaram das verdades essenciais e se enveredaram para práticas pagãs. Essas seitas atacam como ensinamento pagão às doutrinas da Trindade, a imortalidade da alma e o inferno.

Pregam um outro Jesus.

O Jesus das seitas nunca é o mesmo Jesus da Bíblia. Para as seitas Jesus foi diversas coisas, mas nunca jamais o Deus encarnado que veio redimir o homem. Assim para as Testemunhas de Jeová Jesus é apenas uma criatura, um deus menor, para os mórmons Jesus é apenas um dos trilhões de deuses, foi casado e polígamo, já para os espíritas Jesus foi apenas o maior espírito de luz que já baixou nessa terra.

Lavagem Cerebral. 
 
As seitas retiram o censo crítico de seus adeptos não permitindo que eles pensem por si mesmos deixando que o líder ou o grupo pensem por eles. As técnicas são variadas, mas sempre persuasivas indo das cessões de isolamento

da família até jejuns forçados sem tempo de descanso, sendo que neste ínterim é o membro do grupo bombardeado com literaturas da seita, estudos e mais estudos até a exaustão psicológica. É o caso do reverendo Moon, Hare Khrisna, Testemunhas de Jeová e outros.


Salvação pelas Obras 

O estado legalista das seitas impedem-nas de aceitarem a livre graça de Deus. Como o âmago da seita é a heresia e toda heresia é obra da carne, sendo produto do homem sem o verdadeiro Deus, as seitas desenvolveram sua própria maneira de salvação. Oferecem uma falsa esperança aos seus adeptos que nunca sabem o quanto fizeram para merecerem a benevolência de um deus, cujo conceito forjado pela seita, foge radicalmente do apresentado na Bíblia. Para o adepto só existem leis a serem cumpridas seja elas de procedência bíblica ou mesmo criadas pela organização da qual pertencem. Podemos enquadrar aqui os Adventistas, mórmons, Testemunhas de Jeová, Espiritimos, Catolicismo etc.

Exclusivismo.

Apesar da Bíblia ensinar que a salvação e a verdade só se encontram em Jesus, as seitas invertem essa verdade e apregoam que somente sua organização é a única correta tendo todas as demais apostatado da fé. É o monopólio da fé e da verdade. Para a pessoa ser salvo é preciso pertencer ao grupo.

Semântica Enganosa.

As seitas a fim de enganarem as pessoas, usam uma terminologia cristã, mas que na prática se revela totalmente falsa. Dizem crer nos mesmos pontos de fé dos cristãos ortodoxos apenas para uma aproximação pacífica visando sempre o proselitismo desleal. No entanto um exame mais atento, porém, revela que esta igualdade é apenas aparente e nominal. As Testemunhas de Jeová dizem acreditar no Espírito Santo, mas para elas esse Espírito não é o mesmo do credo cristão, sendo apenas (na concepção delas) uma mera força ativa. Os mórmons Dizem crer na trindade, mas a Trindade que eles pregam são três deuses que possuem um corpo de carne e osso.

Falsas Profecias. 

Nas seitas existem-nas em abundância. Para conseguirem impressionar seus membros, os líderes de seitas dizem receber supostas revelações de Deus sobre certos acontecimentos históricos - mundiais, escatológicos ou envolvendo o próprio grupo, que com o passar dos anos, se revelam fraudulentos provando ser o tal profeta um falso profeta. São o caso dos líderes dos Adventistas, Testemunhas de Jeová e Mórmons.

Mudanças de Crenças.


As seitas possuem uma teologia volúvel. O que era verdade ontem já não é hoje. Com o passar dos anos as inconsistências das aberrações doutrinarias apregoadas por elas se tornam um tanto obsoletas entrando muitas vezes em contradição com os ensinamentos atuais de seus líderes, ai então, faz-se necessário o camaleão mudar de cor. Algumas até colocaram em seus bojo doutrinário o ensinamento de que é normalmente aceitável que sua teologia esteja em constante mutação, é o caso dos mórmons e das Testemunhas de Jeová. Os jargões geralmente empregados para justificarem isto são: "lampejos de luz" (TJ), "verdade presente" (ASD), "nova luz" (SUD). As características principais de uma seita foram expostas e resumidas acima, mas há ainda a questão financeira, o carisma do líder, ensinos sobre a Trindade dentre outras que por questão de espaço não colocamos aqui. Entretanto, estas servem para identificarmos eficazmente uma seita. 

domingo, 21 de setembro de 2014

COMO JESUS TRATOU OS ENLUTADOS


Você alguma vez já esteve num bom funeral? Você pensa que é possível descrever um funeral como "bom"? Mantenha essa possibilidade em mente enquanto damos uma olhada em 3 relatos na Escritura, onde Jesus encarou o que nós chamamos morte. Vamos considerá-los para descobrir como Jesus tratou os enlutados.
O primeiro desses relatos se encontra em S. Lucas 7, começando com o verso 11:
"Em dia subseqüente dirigia-Se Jesus a uma cidade chamada Naim, e iam com Ele os Seus discípulos e numerosa multidão.
''Como Se aproximasse da porta da cidade, eis que saía o enterro do filho único de uma viúva; e grande multidão da cidade ia com ela.
''Vendo-a, o Senhor Se compadeceu dela e lhe disse: Não chores! "Chegando-Se, tocou o esquife e, parando os que o conduziam, disse: Jovem, Eu te mando: Levanta-te.
"Sentou-se o que estivera morto e passou a falar; e Jesus o restituiu a sua mãe.
"Todos ficaram possuídos de temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Grande profeta se levantou entre nós, e: Deus visitou o Seu povo." Versos 11-16.
Não foi esse um bom funeral? Eu gosto dele! Ele não começou muito bem, mas terminou numa entrada triunfal de volta à vila de Naim.
Vamos tentar unir as partes dessa história um pouquinho. A vila de Naim ficava cerca de 35 a 40 quilômetros de Cafarnaum, na costa da Galiléia. A vila de Naim ficava apenas a 8 quilômetros de Nazaré. Naqueles dias, eles não tinham um caixão, a pessoa morta era enrolada em um lençol de linho e estendida em um tipo de esteira de vime.
Se a família fosse pobre havia pelo menos 2 tocadores de flauta e uma carpideira. Se a família fosse mais abastada haveria muitos tocadores de flauta e muitas carpideiras. Essa viúva era aparentemente amada pelas pessoas da cidade e quase toda a vila, uma multidão acompanhava o funeral.
Ao saírem da vila, eles encontraram uma outra grande multidão, os que estavam seguindo Jesus. Assim, você vê esses dois grupos de pessoas se encontrando no estreito trilho, no lado de fora da vila de Naim.
Uma das primeiras coisas que notamos sobre como Jesus trata os enlutados são Suas primeiras palavras a essa viúva. Ele disse: ''Não chore." Que coisa estranha para Ele dizer. Espera-se que as pessoas chorem nos funerais. É errado chorar num funeral? Não. O próprio Jesus chorou no túmulo de Lázaro. Então o que está Ele dizendo? Ele estava dizendo que Se sentia mal por ela. Seu coração foi tocado com a tristeza que ela sentia. Ele teve compaixão dela. "Não chore." Ele sabia que ela não precisaria chorar, pois Ele sabia o que estava por fazer.
Então Jesus fez uma coisa incomum. Aproximou-Se e tocou o esquife. Nenhum judeu faria tal coisa. Aqueles que carregavam o esquife ficaram quietos e a lamentação das carpideiras cessou.
Pode você sentir a tensão no ar? Um grupo de pessoas reunidas ao redor do esquife, esperando contra a esperança. Alguém estava presente que havia banido a doença e expulsado demônios. Estaria a morte também sujeita a Seu poder?
Com voz clara e com autoridade, as palavras foram ditas: "Jovem, Eu te mando: Levanta-te." S. Lucas 7:14. Essa voz invade os ouvidos do morto. O jovem abre os olhos. Jesus o toma pela mão e o ergue. Seu olhar atinge a mãe, e eles se unem em um longo e feliz abraço.
A multidão olha em silêncio, como se estivessem encantados. Emudecidos e reverentes, eles se posicionam por pouco tempo, como se estivessem na própria presença de Deus. E, sem dúvida, eles estavam. Então eles começam a glorificar a Deus. Quanto você gostaria de estar lá? Esse foi um bom funeral!
A segunda experiência é relatada no quinto capítulo de S. Marcos, e dessa vez envolve uma menina. Quando uma garota de 12 anos de idade está para morrer, de algum modo isso é diferente do que para uma pessoa bem idosa, que já viveu várias dezenas de anos.
Comecemos em S. Marcos 5:22: "Eis que se chega a Ele um dos principais da sinagoga, chamado Jairo, e, vendo-O, prostra-se a Seus pés, e insistentemente Lhe suplica: Minha filhinha está à morte; vem e impõe as mãos sobre ela, para que seja salva e viverá. Jesus foi com ele. Grande multidão O seguia, comprimindo-O." Versos 22-24.
Ao Jesus ir com esse homem a sua casa, houve uma interrupção – a mulher que Lhe tocou a roupa foi curada e elogiada por sua grande fé.
A história continua no verso 35: ''Falava Ele ainda, quando chegaram alguns da casa do chefe da sinagoga, a quem disseram: Tua filha já morreu; por que ainda incomodas o Mestre?"
Não percamos o impacto dessas palavras. Você pensa que para Jesus era algum problema levantar um morto? Você acha que isso é problema para o Doador da Vida – Aquele que criou a nós todos no princípio, Aquele que mantém nosso coração batendo corretamente agora – você acha que é qualquer problema para Ele continuar em direção à casa de Jairo?
Mas o mensageiro diz: "Não incomodes o Mestre."
Apenas imagine você mesmo no lugar de Jesus. Você veio de uma câmara de audiência com o Todo-poderoso. Você tem a garantia de seu Pai, de que Ele operará através de você e de que todo o poder no Céu e na Terra está à sua disposição. Você pode falar uma palavra e a menina voltará à vida. Seria isso um grande problema para você, ir e acordá-la? Não! Ao contrário, seria um grande problema ficar fora disso.
Eu me lembro do funeral de um menino da escola. Todos os seus colegas de classe sabiam que ele iria morrer. A única questão era, quando? Um dia Hank dormiu, e nós tivemos um funeral lá na igreja. Todos os meninos e meninas da escola vieram e, um a um, disseram adeus a Hank.
Ao permanecer ali e observar, eu me lembro de estar imaginando como poderia ter sido nos dias de Jesus. Oh, como eu desejei que Ele entrasse ali, tomasse Hank pela mão e o acordasse! Jesus poderia ter chamado atenção para Si mesmo, mas Ele estava tão interessado em dirigir a glória para Seu Pai, que Ele poderia ir até a câmara de morte, chamar alguém de volta à vida e então desaparecer. De fato, Ele terminou dizendo: "Não conte a ninguém. " Verso 43.
Se fôssemos aptos a fazer alguma coisa como essa, nós desejaríamos ter a certeza de que isso nos deixasse famosos. E essa é a razão por que não podemos fazê-lo. Muitos de nós não somos confiáveis para receber o poder de Deus, pois isso nos destruiria.
Bem, os mensageiros disseram: ''Não incomodes mais o Mestre." E tão logo Jesus ouviu isso, disse a Jairo: "Não temas, crê somente." Verso 36. É assim que Jesus tratava os enlutados. Ele falava palavras de conforto e encorajamento.
"Contudo não permitiu que alguém O acompanhasse, senão Pedro e os irmãos Tiago e João.
"Chegando à casa do chefe da sinagoga, viu Jesus o alvoroço, os que choravam e os que pranteavam muito.
"Ao entrar, lhes disse: Por que estais em alvoroço e chorais? A criança não está morta, mas dorme." Versos 37-39.
Jamais nos esqueçamos que aquilo que nós chamamos morrer Jesus chamava dormir.
"E riam-se dEle." Verso 40. Os tocadores de flauta e as carpideiras, os vizinhos e amigos zombaram de Jesus. Eles a tinham visto estendida em sua esteira fúnebre, silenciosa e imóvel. Eles disseram: "Não tente nos dizer que ela não está morta."
"Tendo Ele, porém, mandado sair a todos, tomou o pai e a mãe da criança e os que vieram com Ele, e entrou onde ela estava.
"Tomando-a pela mão, disse: Talita cumi. . . Menina Eu te mando, levanta-te." Versos 40 e 41.
Instantaneamente um tremor passou inconscientemente pelo corpo dela. A pulsação vital voltou a bater. Os lábios se abriram com um sorriso. Os olhos se abriram amplamente como se tivesse acabado de acordar, e a jovem olhou maravilhada para o grupo ao seu lado.
Ela se levantou, e seus pais a ergueram nos braços e choraram de alegria. Pode você imaginar a cena?
Aquele que tratava os enlutados dessa maneira prometeu vir outra vez. Ele ainda tem o mesmo poder sobre o inimigo e sobre sua casa de prisão. Ele ainda tem o mesmo poder de acordar aqueles que dormem e confortar aqueles que pranteiam.
A terceira história de Jesus encontrando  a morte está na história de Maria, Marta e Lázaro, relatada em S. João 11. Jesus gostava de visitar o lar desses Seus amigos. Quando quer que fosse a Betânia, encontrava algum tempo para estar com eles.
Quando, porém, Lázaro adoeceu, Jesus não estava na cidade. Esta foi uma doença terrível. O médico, desde o inicio parecia preocupado. As coisas não pareciam boas. Assim, Maria e Marta enviaram um mensageiro para encontrar Jesus. Isso era um grande e difícil projeto, mas eles O encontraram, e quando Lhe contaram sobre a condição de Lázaro, Ele disse: "Essa enfermidade não é para morte." Verso 4.
O mensageiro voltou para Betânia e disse: "Nós temos boas novas. Jesus disse que a doença de Lázaro não é para morte." As irmãs correram para o quarto de Lázaro e disseram: "Lázaro, você não precisa se preocupar. Nós recebemos a mensagem de Jesus, você não vai morrer."
"Verdade?" "Sim, isso é o que Ele disse ao mensageiro. Você não morrerá." "Claro, parece isso mesmo!" E ele continuou a esperar, mas continuou a piorar. Finalmente ele entrou em coma e, então, morreu. Isto deve ter sido difícil para Maria e Marta aceitarem. Que teste para sua fé em Jesus! De onde Jesus estava, Ele disse aos Seus discípulos: "Vamos voltar agora, porque Lázaro adormeceu." Veja verso 11.
E eles disseram: "Adormeceu?"
"Sim, ele está dormindo."
Agora os discípulos estavam preocupados, porque tinham ouvido que o povo próximo de Jerusalém estava buscando a vida de Jesus. Havia uma armadilha contra a Sua vida, e eles imaginavam que se voltassem com Ele, eles estariam envolvidos na mesma armadilha. Atemorizados e querendo salvar a própria pele, eles disseram: "Não vamos voltar. Se Lázaro está dormindo, depois de ter estado tão doente, isso é bom. Vamos deixá-lo dormir. Ele precisa dormir. Vamos ficar aqui." Veja versos 8 a 12.
Jesus disse: "Eu vou para despertá-lo."
"Oh, não, não faça isso!"
E nesse ponto, Jesus, finalmente, com relutância, disse o que nós comumente dizemos. Por favor não esqueça isso. Jesus não gostava da palavra morte. Ele não chamava isso de morte. Jesus finalmente disse: "Nosso amigo Lázaro está morto." Mas Ele preferiu chamar isso de dormir, e eu também gosto muito mais dessa palavra. Porque quando você dorme, isso não é mau. Quando você dorme, há chance de acordar. Veja verso 14.
Quando você vê um ente querido que crê em Jesus, mas que não tem muito mais tempo para viver, você pode unir-se a Jesus em dizer: "Essa doença não é para a morte." Para o crente a morte é de somenos importância.
O tempo de pranto pode ser mudado para um tempo de alegria quando um ser amado deitou para dormir em Jesus. Nós não nos entristecemos como aqueles que não têm esperança, pois nós sabemos que aquele que está dormindo em Jesus, logo será despertado.
Ao olharmos hoje para a frente, os momentos de pranto tornam-se menos pavorosos. Nós olhamos para a frente, contemplando o momento quando Jesus virá acordar aqueles que dormem. Aqui, no meio da história de Lázaro, nós encontramos o famoso verso: "Eu Sou a ressurreição e a vida. Quem crê em Mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em Mim, não morrerá eternamente. Crês isto?" Versos 25 e 26.
Poderia eu fazer a mesma pergunta hoje? Jesus disse: "Quem vive e crê em Mim, não morrerá eternamente." Você crê nisso? Aqueles que crêem podem ter bons funerais, embora possam chorar, pois freqüentemente choramos quando dizemos: "Adeus, até logo'', quando os amigos saem para uma grande viagem. Está certo chorar. Mas nós não choramos como aquele que não tem esperança. Veja I Tess. 4:13.
Bem, Jesus foi ao cemitério com Maria e Marta e a multidão os acompanhou. Ele subiu até a porta do túmulo, e disse: "Tirai a pedra."
Então Marta disse: "Não, você está indo muito longe." Jesus havia dito que Lázaro estava dormindo. Porém, ao tempo de remover a pedra, ele tinha estado dormindo por 4 dias. Ninguém poderia argumentar dessa vez se ele estava ou não morto.
Eles, porém, rolaram a pedra para fora e com a respiração suspensa observaram, enquanto Jesus fazia uma simples oração. Então Jesus ordenou: "Lázaro, vem para fora." Verso 43.
Alguns têm dito que se Ele não tivesse mencionando especificamente Lázaro, todo o cemitério teria ressuscitado. Talvez seja verdade. Mas Lázaro saiu e foi restaurado à sua família e aos amigos. Que história!
Hoje podemos nos alegrar pelas boas novas de que aquilo que chamamos morrer é apenas dormir – e que Cristo ainda tem o poder de nos acordar do sono e dar a vida eterna. Podemos nos regozijar porque Ele ainda tem poder sobre a morte e o túmulo. Enquanto nos conforta durante nosso período de pranto, Ele nos convida a olhar para a frente, para o dia em que Ele virá outra vez e a morte será para sempre tragada em vitória.